terça-feira, 15 de julho de 2008

Concessão

Concessão

Esquecer que vivi somente para ti,
Enterrar o amor que senti por ti.
Sair sem rumo pelo mundo afora
Para somente ir embora.

Não vou mais viver de sonhar,
Não quero saber onde vai dar.
Entrego o teu mundo sem pensar
Porque de verdade tu nunca me amaste.

Olhares sem emoção, não quero não,
Palavras vazias são ecos com razão.
Deixando o coração jogado ao leu,
Por isso não faço concessão nem no céu.

Então!
Beijo sem paixão rejeita,
Amor sem emoção feriu o peito.
Por ser carinho mal feito,
Não! Não vou ser esse caso desfeito.

Lucimar Alves

2 comentários:

Feeh disse...

OI
desculpa meu nome é felipe eu queri dizer que adorei o seu blogger ta muito legal
passa lá no meu e diz o que vc achou




bjos do feeh

Feeh disse...

adorei o poema
bjos do feeh

 
eXTReMe Tracker